Rede Bichos

O ponto de encontro dos que lutam pelos animais.

Lamentável notícia -
importante

Amigos, este e-mail é longo e importante.

Infelizmente, temos uma notícia muito ruim para dar a todos que nos ajudam a tornar a vida dos peludos um pouco melhor. Como alguns sabem, o
abrigo que ajudamos fica em local pertencente à USP.  Para esclarecer como tudo
isso começou, temos que voltar um pouquinho no tempo. Em 2001 foi criado pela
USP um projeto para tentar solucionar o problema do crescente abandono de
animais no campus. Os detalhes do projeto podem ser visualizados no seguinte
site: http://www.usp.br/convive/

Criou-se então um abrigo para recolher os cães que viviam soltos no campus, com o
objetivo de encaminha-los para adoção (depois de castrados, vermifugados e
vacinados).  Alguns anos depois da criação do projeto, através de uma lista de
discussão sobre direitos dos animais, ficamos sabendo da situação do abrigo da
USP.  Os cães precisavam de ajuda e, infelizmente, o projeto USP Convive ainda
não conseguia trabalhar com uma capacidade adequada para atender as necessidades
dos cães abandonados na USP. Agendamos então, entre os participantes da lista,
um mutirão no abrigo, onde constatamos uma realidade dura para os cães e para a
Beth, voluntária responsável pelos cuidados diários com os
animais. 

Cientes de que a responsabilidade para se manter tantos cães era impraticável para apenas uma pessoa, criamos o Patinhas Online e começamos a
trabalhar com os voluntários.  A ajuda aos poucos começou a aparecer, através de
apadrinhamentos e compra de produtos e com esse dinheiro os primeiros animais
foram preparados para adoção. Começamos a divulgar os peludos através de nosso
site, realizamos nossas primeiras feiras de adoção e mutirões e aos poucos
começamos a ampliar o trabalho, com mutirões de castração em comunidades
carentes e trabalhos de conscientização da sociedade. Hoje temos mais de 1600
voluntários cadastrados. Esterilizamos cerca de 900 animais em comunidades
carentes somente de 2007 até hoje. Doamos mais de 300 animais (sem contar os que
foram doados antes da nossa participação).

Agora o problema: hoje, ao chegar ao abrigo, a responsável pelos cães (Beth) foi surpreendida por um banner
informando a “desativação” do abrigo. Assim, sem mais nem menos, sem aviso e sem
sequer nos informar se há algum projeto para um novo abrigo ou algo assim. Não
sabemos o que vai acontecer, não temos idéia do que pretendem fazer com os cães.


Por esse motivo enviamos este e-mail: precisamos de ajuda. De toda ajuda possível. Se pudéssemos neste momento encaminhar os 110 cães que lá estão para
adoção, ótimo, o problema estaria resolvido. Mas não temos como fazer isso e
novos abandonos certamente ocorreriam no campus, então precisamos nos mobilizar
para que o abrigo não seja desativado.

De início, precisamos das seguintes iniciativas:
- caso alguém tenha contato com pessoas que trabalhem na imprensa, que nos passe esse contato ou que peça para a pessoa nos procurar
para explicarmos toda a situação.
- precisamos bombardear o e-mail da reitoria da USP. Pedimos que não sejam agressivos nestes e-mails, queremos
apenas que o reitor tome conhecimento do impacto da desativação do canil. Por
favor, nos copiem nos e-mails, para que tenhamos noção da mobilização (e
consequentemente, possamos pressionar também).

Modelo de e-mail (pode e deve ser alterado para os termos que julgarem convenientes, para que não
escrevamos todos o mesmo texto decorado):

Título do e-mail: 
Desativação do canil
Vossa Magnificência Prof. Dr. João Grandino Rosas
Tomei ciência da desativação do canil da USP através de uma placa afixada na Coordenadoria do Campus e venho
através deste e-mail manifestar minha apreensão com tal desativação.  Trata-se
de um projeto bem sucedido, que com a gestão do USP Convive, o apoio dos
voluntários do Patinhas Online e o endosso da USP, já conseguiu resolver o
problema de mais de dois mil de cães abandonados no campus ao longo dos anos,
além dos projetos de conscientização e campanhas educativas de posse
responsável. A extinção do projeto traria inúmeras consequências desagradáveis
para a comunidade uspiana e para a sociedade como um todo, como o aumento no
número de cães soltos pelas ruas, a transmissão de doenças tanto para outros
animais, quanto para pessoas, e, principalmente, uma mancha na reputação dessa
conceituada Instituição. Fora isso, gostaria de saber o que será feito com os
cães que vivem lá. Peço que tal decisão seja revista em benefício não apenas dos
animais, como também da sociedade.


Provavelmente teremos que fazer algum tipo de manifestação pacífica (passeata) para pressionarmos contra
tal atitude absurda. Queremos ser recebidos e ouvidos, coisa que já tentamos por
vários meios, sem sucesso. Manteremos todos informados sobre essa possível
manifestação, mas precisamos que todos aqueles que possam de alguma forma se
afastar de seus afazeres por algumas horas durante o dia, que estejam conosco
quando isso ocorrer. Mobilização de meia dúzia de pessoas não resolve, temos que
mostrar nossa força. A possível data para a manifestação está sendo estudada,
tudo dependerá dos acontecimentos de amanhã.

Outras instituições de ajuda aos animais estão sendo acionadas para nos apoiar, entretanto contamos
essencialmente com vocês, que conhecem os peludinhos, que já ganharam uma
lambida de algum deles, que já viram a alegria desses animais com o pouco que
podemos fazer por eles, como um rápido passeio ou mesmo um banho frio! Pensem em
cada um deles antes de qualquer coisa. Pensem se realmente é impossível perder
uma tarde de serviço para ajuda-los. Eles certamente fariam qualquer coisa por
vocês.

Um abraço e muito obrigada,
 

Equipe Patinhas Online
www.patinhasonline.com.br



Exibições: 389

Responder esta

Respostas a este tópico

Olha, pior que vejo muito mais pessoas maltratando pessoas na rua do que na USP. Quem está contra os animais lá é o Reitor ou diretor que colocou o cartaz lá.
Estudantes e funcionários ajudam bastante os animais. Tinham muitos funcionários que diariamente davam comida aos cachorros, mandavam castrar e vacinar. Quem abandona cachorro na USP são as pessoas de fora e não os que lá estudam ou trabalham. Lógico que tem os que não gostam de animais, mas muitos gostam sim.
Aliás, mudando de assunto, alguém já viu os cachorros que moram embaixo da ponte Cidade Universitária? Tem uma moça que todo dia vai lá levar comida e amor para eles, mas fico pensando se são castrados, pois se não forem logo terá mais e mais cachorrinhos por lá... judiação... Não sei o que uma pessoa tem na cabeça ao abandonar um cachorro num lugar como aquele, de tão difícil acesso...
Voltando.. na USP tem pessoas legais e pessoas idiotas, mas não é a COMUNIDADE USPIANA que está fazendo isso. Aliás, ninguém nem sabia da existência desse projeto lá dentro. Se eu soubesse já teria me candidatado a voluntária a muito mais tempo... Quem está querendo acabar com tudo é uma única pessoa. Ninguém da usp já foi lá pedir para desativarem nada.. E temos que lembrar que, se a anos atrás ninguém tivesse sido boa para ceder esse lugar para esses animais, talvez eles não tivessem chance alguma hoje.
Vamos nos voltar contra quem está acabando com isso e não contra a USP INTEIRA, que não tem nada a ver com isso.

lygia corrêa disse:
Amalia, não estou generalizando, mas acho que vc sabe que, como na maioria dos lugares, as pessoas que ajudam animais são absoluta minoria, infelizmente...frequentei o campus por muito tempo e sei de MUITOS que não só apoiariam o fechamento do canil, como maltratam os bichos que vagam pelo campus e são contra a presença deles ai.
Se vc não pe uma dessas pessoas, QUE ÓTIMO!! fico muito feliz mesmo. Eu tb não sou e, como disse, me coloco a disposição da causa, mas todos temos que ter consciencia de que a USP é sim, uma sociedade enorme onde acontecem muitas arbitrariedades. Só com essa consciencia, eu acho, é possivel se fazer alguma coisa efetivamente. Abraço, Lygia.

Amalia Cardenaz disse:
Espera aí! Os uspianos não têm nada a ver com isso! Eu sou uma e luto muito pelos animais. Pense bem antes de generalizar... Conheço muitos que tbm lutam, você não pode falar assim!!


lygia corrêa disse:
que judiação, que absurdo! adotei minha pequena Madoka via patinhas on line e achei o trabalho deles tão maravilhoso, tão profissional...jamais poderiam tomar essa decisão arbitrária e irresponsável. Acho engraçado como a USP e os uspianos muitas vezes não tem atitudes condizentes com uma instituição de educação, de onde deveriam partir bons exemplos e idéias inovadoras. Desconfio que há ali muita arbitrariedade, não só em relação ao Patinhas, como também a vários outros prédios mal ocupados e terrenos que poderiam servir melhor a comunidade de uma forma geral e não apenas alguns poucos privilegiados.
Contem com meu apoio, vou divulgar.
abraços a todos,
Amália,

Não se pode divulgar um endereço de um canil de cães abandonados, porque a quantidade de animais iriam dobrar. Por isso nunca divulgamos onde ficava o abrigo. Agora, com essa decisão da reitoria, é que tivemos que revelar, foi necessário.

Mas já recebi denúncias de funcionários que maltrataram uma Pit Bull lá dentro das dependências da USP somente por ela ser uma Pit Bull. Ela foi abandonada lá dentro e muitso funcionários não a queriam lá. A Beth ficou dias procurando ela e não achou pq nenhum funcionário ajudou simplesmente segurando a cadela no local em que avistavam.

Sabemos que tem muitos casos assim nas ruas, mas lá dentro também há. Essa é a verdade de quem acompanha e participa de feiras de adoção, resgates e realidade do abrigo lá dentro.

Não entenda mal, mas precisamos falar o que realmente acontece lá dentro que talvez, pessoas de bem, como vc não saibam. Essa é a chance que temos de levar informação à quem poderá auxiliar na melhor solução para aqueles 110 animais.



Amalia Cardenaz disse:
Olha, pior que vejo muito mais pessoas maltratando pessoas na rua do que na USP. Quem está contra os animais lá é o Reitor ou diretor que colocou o cartaz lá.
Estudantes e funcionários ajudam bastante os animais. Tinham muitos funcionários que diariamente davam comida aos cachorros, mandavam castrar e vacinar. Quem abandona cachorro na USP são as pessoas de fora e não os que lá estudam ou trabalham. Lógico que tem os que não gostam de animais, mas muitos gostam sim.
Aliás, mudando de assunto, alguém já viu os cachorros que moram embaixo da ponte Cidade Universitária? Tem uma moça que todo dia vai lá levar comida e amor para eles, mas fico pensando se são castrados, pois se não forem logo terá mais e mais cachorrinhos por lá... judiação... Não sei o que uma pessoa tem na cabeça ao abandonar um cachorro num lugar como aquele, de tão difícil acesso...
Voltando.. na USP tem pessoas legais e pessoas idiotas, mas não é a COMUNIDADE USPIANA que está fazendo isso. Aliás, ninguém nem sabia da existência desse projeto lá dentro. Se eu soubesse já teria me candidatado a voluntária a muito mais tempo... Quem está querendo acabar com tudo é uma única pessoa. Ninguém da usp já foi lá pedir para desativarem nada.. E temos que lembrar que, se a anos atrás ninguém tivesse sido boa para ceder esse lugar para esses animais, talvez eles não tivessem chance alguma hoje.
Vamos nos voltar contra quem está acabando com isso e não contra a USP INTEIRA, que não tem nada a ver com isso.

lygia corrêa disse:
Amalia, não estou generalizando, mas acho que vc sabe que, como na maioria dos lugares, as pessoas que ajudam animais são absoluta minoria, infelizmente...frequentei o campus por muito tempo e sei de MUITOS que não só apoiariam o fechamento do canil, como maltratam os bichos que vagam pelo campus e são contra a presença deles ai.
Se vc não pe uma dessas pessoas, QUE ÓTIMO!! fico muito feliz mesmo. Eu tb não sou e, como disse, me coloco a disposição da causa, mas todos temos que ter consciencia de que a USP é sim, uma sociedade enorme onde acontecem muitas arbitrariedades. Só com essa consciencia, eu acho, é possivel se fazer alguma coisa efetivamente. Abraço, Lygia.

Amalia Cardenaz disse:
Espera aí! Os uspianos não têm nada a ver com isso! Eu sou uma e luto muito pelos animais. Pense bem antes de generalizar... Conheço muitos que tbm lutam, você não pode falar assim!!


lygia corrêa disse:
que judiação, que absurdo! adotei minha pequena Madoka via patinhas on line e achei o trabalho deles tão maravilhoso, tão profissional...jamais poderiam tomar essa decisão arbitrária e irresponsável. Acho engraçado como a USP e os uspianos muitas vezes não tem atitudes condizentes com uma instituição de educação, de onde deveriam partir bons exemplos e idéias inovadoras. Desconfio que há ali muita arbitrariedade, não só em relação ao Patinhas, como também a vários outros prédios mal ocupados e terrenos que poderiam servir melhor a comunidade de uma forma geral e não apenas alguns poucos privilegiados.
Contem com meu apoio, vou divulgar.
abraços a todos,
A manifestação está confirmada? Posso levar o meu cachorro? Assim, ele aproveita e já faz o passeio de hj...rss
Eu sei que não podem divulgar um local assim, eu falei por parte da USP e não por parte de vocês.
Também sei que há os que maltratam lá dentro, mas os que não maltratam também há. Isso quero enfatizar, pois daqui a pouco vão começar a dizer que todos de lá maltratam animais, o que não é verdade. No portão de pedestres da Vila Indiana tem até uma casinha de cachorro do lado da guarita onde alguns gatos ficam. Os porteiros de lá adoram os cachorros que tem por lá, principalmente a Mortadela que é uma cachorrinha maluquinha que tem lá (vale a pena conhecê-la). Teve apenas um porteiro de lá que não era muito chegado a cachorros, mas nunca vi ele maltratar nenhum. Muitos são muito gente fina.
No IME tem uma senhora que sempre levava ração para dar para os cachorros que ficavam por lá, assim como em muitos outros institutos.
Infelizmente nesse caso da Pit Bull vocês não deram sorte de encontrar nenhum desses guardas ou funcionários, já que eles são revezados constantemente.
E temos que lembrar que os coitados muitas vezes estão recebendo ordens! (isso não justifica maus tratos! estou falando de não deixar que nós ajudemos em alguma coisa, ou que por exemplo, a rede record entrasse lá). Se eles mal tratam é pq não têm coração mesmo, ordem não justifica.
Bom, chega. Vamos nos focar no REITOR da USP.
Aliás, não sei se conseguirei ir na passeata... Eu trabalho aqui do ladinho, mas é muito cedo para eu sair... =/ Se fosse umas 17h... acho que não dura até as 17h né? Vou ver se saio pelo menos as 16h... quem sabe dê!!!
Minha amiga da Física já confirmou presença e ela estava atrás de mais pessoas...

Fabiana Auer disse:
Amália,

Não se pode divulgar um endereço de um canil de cães abandonados, porque a quantidade de animais iriam dobrar. Por isso nunca divulgamos onde ficava o abrigo. Agora, com essa decisão da reitoria, é que tivemos que revelar, foi necessário.

Mas já recebi denúncias de funcionários que maltrataram uma Pit Bull lá dentro das dependências da USP somente por ela ser uma Pit Bull. Ela foi abandonada lá dentro e muitso funcionários não a queriam lá. A Beth ficou dias procurando ela e não achou pq nenhum funcionário ajudou simplesmente segurando a cadela no local em que avistavam.

Sabemos que tem muitos casos assim nas ruas, mas lá dentro também há. Essa é a verdade de quem acompanha e participa de feiras de adoção, resgates e realidade do abrigo lá dentro.

Não entenda mal, mas precisamos falar o que realmente acontece lá dentro que talvez, pessoas de bem, como vc não saibam. Essa é a chance que temos de levar informação à quem poderá auxiliar na melhor solução para aqueles 110 animais.



Amalia Cardenaz disse:
Olha, pior que vejo muito mais pessoas maltratando pessoas na rua do que na USP. Quem está contra os animais lá é o Reitor ou diretor que colocou o cartaz lá.
Estudantes e funcionários ajudam bastante os animais. Tinham muitos funcionários que diariamente davam comida aos cachorros, mandavam castrar e vacinar. Quem abandona cachorro na USP são as pessoas de fora e não os que lá estudam ou trabalham. Lógico que tem os que não gostam de animais, mas muitos gostam sim.
Aliás, mudando de assunto, alguém já viu os cachorros que moram embaixo da ponte Cidade Universitária? Tem uma moça que todo dia vai lá levar comida e amor para eles, mas fico pensando se são castrados, pois se não forem logo terá mais e mais cachorrinhos por lá... judiação... Não sei o que uma pessoa tem na cabeça ao abandonar um cachorro num lugar como aquele, de tão difícil acesso...
Voltando.. na USP tem pessoas legais e pessoas idiotas, mas não é a COMUNIDADE USPIANA que está fazendo isso. Aliás, ninguém nem sabia da existência desse projeto lá dentro. Se eu soubesse já teria me candidatado a voluntária a muito mais tempo... Quem está querendo acabar com tudo é uma única pessoa. Ninguém da usp já foi lá pedir para desativarem nada.. E temos que lembrar que, se a anos atrás ninguém tivesse sido boa para ceder esse lugar para esses animais, talvez eles não tivessem chance alguma hoje.
Vamos nos voltar contra quem está acabando com isso e não contra a USP INTEIRA, que não tem nada a ver com isso.

lygia corrêa disse:
Amalia, não estou generalizando, mas acho que vc sabe que, como na maioria dos lugares, as pessoas que ajudam animais são absoluta minoria, infelizmente...frequentei o campus por muito tempo e sei de MUITOS que não só apoiariam o fechamento do canil, como maltratam os bichos que vagam pelo campus e são contra a presença deles ai.
Se vc não pe uma dessas pessoas, QUE ÓTIMO!! fico muito feliz mesmo. Eu tb não sou e, como disse, me coloco a disposição da causa, mas todos temos que ter consciencia de que a USP é sim, uma sociedade enorme onde acontecem muitas arbitrariedades. Só com essa consciencia, eu acho, é possivel se fazer alguma coisa efetivamente. Abraço, Lygia.

Amalia Cardenaz disse:
Espera aí! Os uspianos não têm nada a ver com isso! Eu sou uma e luto muito pelos animais. Pense bem antes de generalizar... Conheço muitos que tbm lutam, você não pode falar assim!!


lygia corrêa disse:
que judiação, que absurdo! adotei minha pequena Madoka via patinhas on line e achei o trabalho deles tão maravilhoso, tão profissional...jamais poderiam tomar essa decisão arbitrária e irresponsável. Acho engraçado como a USP e os uspianos muitas vezes não tem atitudes condizentes com uma instituição de educação, de onde deveriam partir bons exemplos e idéias inovadoras. Desconfio que há ali muita arbitrariedade, não só em relação ao Patinhas, como também a vários outros prédios mal ocupados e terrenos que poderiam servir melhor a comunidade de uma forma geral e não apenas alguns poucos privilegiados.
Contem com meu apoio, vou divulgar.
abraços a todos,
Acho que não tem problema você levar o seu cachorro... mas melhor ver com a Fabiana que acho que está organizando um pouco mais isso...

Sherida Carlos disse:
A manifestação está confirmada? Posso levar o meu cachorro? Assim, ele aproveita e já faz o passeio de hj...rss
Se eu morasse mais perto, estaria na manifestação. Estarei, espiritualmente. Sinto que, o que está faltando é a conscientização de todos ( inclusive de muitos bemfeitores dos animais) que maltratar animais é crime. Geralmente, aqueles que não gostam deles e os maltratam apelam pelo direito de não gostar. É verdade que não são obrigados a gostar. Mas, se os maltratam, tornam-se criminosos. E é como criminosos que devem ser considerados. Seria importante uma campanha gigantesca para que a lei de proteção aos animais comece a ser cumprida, principalmente pelas autoridades. Eles precisam dar o bom exemplo. O que normalmente acontece é que os maus tratos começam pelas prefeituras, e até mesmo por professores universitários. Há cerca de três anos tivemos um grande problema numa escola onde os professores colocavam os alunos contra os gatos que viviam por ali. Com toda a tranquilidade do mundo, chamaram a TV para mostrar os alunos dizendo: " Fora com os gatos". O que pediam? Que fossem mortos pelo CCZ. Estavam cometendo um crime e não se davam conta disso. E não aparecia ninguém para informar isso a eles. Foi quando conversei com a diretora da escola, que foi até muito simpática...depois que falei na lei e que havia outras formas de resolverem o problemas sem ser pela matança. Ela desconhecia a lei. Não sabia que sua escola cometia um crime. O problema foi resolvido com o recolhimento dos gatinhos de forma tranquila, com a castração e adoção. Eu sei que muitos sabem da lei e não ligam porque sabe que ela não é cumprida. Daí ser da maior importancia essa campanha para que esse tipo de crime deixe de acontecer.
Sherida, acho que não é uma boa levar seu cãozinho, pois não sei como vai estar o clima no local. Não está amigável o clima, lembre-se. Melhor deixá-lo protegido em seu lar, não é mesmo?

Amália, se puder, mesmo que só possa ir depois das 16hs, de uma passadinha lá, pois se ainda tiver a movimentação, vc será mais uma exigindo satisfações do que vai acontecer com esses cães.

O e-mail enviado pelo Patinhas agora pouco fala do despreparo das pessoas que estão dizendo que haverá um projeto lá. Não sabem a quantidade de cães do abrigo, nem da existência do Patinhas Online e muito menos o que é necessário para se adotar um cão por esse tal projeto. Isso me leva a crer que foi inventado de última hora somente por causa da enxurrada de e-mails nossos que receberam...

Vamos lá, gente!

Acabei de falar com a Juliana da equipe e ela estava indo para lá. Vai ter sim a passeata!
Pessoal..alguma noticia da manifestação??? to ansiosa bjus
Olá, Fabiana! Eu não resisti, desculpe, levei meu cachorro! Acabei de chegar, mas um pessoal ainda ficou por lá! Saí de lá às 17:00, pois ainda não havia comido nada e meu cachorro precisava de água, claro! Foi legal, pois haviam ourtras pessoas com seus cachorros lá e o movimento foi tranquilo, como eu esperava, afinal de contas, quem ama os animais são pessoas boas, responsáveis e pacíficas! O Reitor não desceu e nem chamou alguém para conversar em sua sala, mas enviou um bilhete dizendo que era para conversar com o pessoal da veterinária e que o abrigo não seria desativado! Como não conheço as pessoas ainda, fiquei meio afastada, mas ao que me parece, foi isso que se sucedeu! Obrigada por me responder, de qualquer maneira! Abraços!

Fabiana Auer disse:
Sherida, acho que não é uma boa levar seu cãozinho, pois não sei como vai estar o clima no local. Não está amigável o clima, lembre-se. Melhor deixá-lo protegido em seu lar, não é mesmo?

Amália, se puder, mesmo que só possa ir depois das 16hs, de uma passadinha lá, pois se ainda tiver a movimentação, vc será mais uma exigindo satisfações do que vai acontecer com esses cães.

O e-mail enviado pelo Patinhas agora pouco fala do despreparo das pessoas que estão dizendo que haverá um projeto lá. Não sabem a quantidade de cães do abrigo, nem da existência do Patinhas Online e muito menos o que é necessário para se adotar um cão por esse tal projeto. Isso me leva a crer que foi inventado de última hora somente por causa da enxurrada de e-mails nossos que receberam...

Vamos lá, gente!

Acabei de falar com a Juliana da equipe e ela estava indo para lá. Vai ter sim a passeata!
30/04/2010 16h37 - Atualizado em 30/04/2010 18h04

Grupo protesta contra fechamento de canil na USP
Estudantes, voluntários e cachorros participaram de manifestação.
Local já cuidou de cerca de 1.700 animais.




Um protesto contra o fechamento de um canil dentro do campus da Universidade de São Paulo (USP) mobilizou cerca de 100 pessoas na tarde desta sexta-feira (30) na Cidade Universitária, Zona Oeste de São Paulo. No canil, estudantes da universidade e voluntários do grupo Patinhas Online recolhem e fornecem tratamento veterinário a cães, gatos e tartarugas, dentre outros animais abandonados no campus. Na segunda-feira (26), um cartaz afixado na coordenadoria da universidade dizia que o canil seria desativado. O local já cuidou de aproximadamente 1.700 animais desde sua abertura, em 2002. Procurada pelo G1, a USP diz que o cartaz afixado na coordenadoria elenca os vários pontos estratégicos que serão debatidos pelo conselho gestor do campus, entre eles o desativamento do canil. De acordo com a universidade, o canil permanecerá funcionando normalmente. (Foto: Bruno Araújo/G1)
Pessoal ja tem a reportadem no R7 não consegui colocar aqui o video esta na sessão de VIDEOS DA REDE.
e podem ver direto no site R7

http://noticias.r7.com/videos/cartaz-anuncia-fechamento-do-canil-da...

Silvia
NOTÍCIAS RECENTES:

Mensagem enviada pela equipe do Patinhas Online

Atualização e agradecimentos

Pessoal, a manifestação a favor da permanência do Patinhas Online no projeto de adoção realizado com os cães da USP foi um sucesso. Tivemos cerca de 110 pessoas presentes ao ato pacífico para que a Reitoria da Universidade nos ouvisse. Isso em pleno "horário comercial", quando os voluntários têm que trabalhar, já que não somos desocupados. Imaginem o barulho que podemos fazer e a força que temos para lutar pelos direitos dos nossos peludos.

Sabemos que aqueles que não puderam comparecer estão curiosos para saber o desfecho da situação. Ontem, por força da mobilização dessas pessoas todas, conseguimos ser finalmente ouvidos por alguém que, em tese, faz parte do projeto existente na USP para tratar das questões dos animais abandonados no campus, o Professor José Antonio Visintin, Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia.

Fomos informados a respeito do referido projeto, discutimos qual o papel que a FMVZ teria na questão e, por fim, o mais importante, abrimos um canal de comunicação até então inexistente. Soubemos também que, embora a placa de desativação ainda persista, o canil não será desativado. Infelizmente, o Diretor da Faculdade não pôde nos assegurar a participação do Patinhas Online no projeto (embora tenha dito e repetido diversas vezes que não se opõe e reconhece o trabalho executado hoje pelos voluntários), pois de acordo com ele, a decisão é de toda uma comissão que está cuidando do assunto. Ficou nos devendo então uma resposta por parte da Coordenadoria do Campus.

Conseguimos algumas respostas práticas sobre como seria tal projeto, quem cuidaria da saúde dos cães (FMVZ), quem cuidaria da infra-estrutura (COCESP) e quem cuidaria de todo o dia a dia com os animais e dos trabalhos de adoção e posse responsável (protetores e voluntários) e é nesse ponto que persiste a questão: serão esses "protetores e voluntários" o Projeto Patinhas Online e o Projeto USP-Convive? Não conseguimos essa resposta e nos preocupa que pessoas que não são ligadas à causa assumam isso por motivos que desconhecemos.

Pode parecer pouco o que conseguimos se avaliarmos toda a dedicação que demos a isso, entretanto fica como um voto de confiança. Acreditamos que uma pessoa encarregada de coordenar uma Faculdade conceituada não deixará de cumprir o combinado, que é, basicamente, nos manter informados e endossar nossa participação no projeto. Caso sejamos convidados a participar, o faremos de bom grado, desde que todas as decisões priorizem o bem estar dos cães do campus.

Devemos lembrar que não há nenhuma garantia real, ou seja, continuamos mobilizados e alertas. Existe uma diferença básica entre a visão administrativa de uma Universidade e a visão humanitária dos protetores. Ambas podem caminhar juntas, mas em um determinado ponto não há negociação: a prioridade tem que ser os animais.

Não queremos ser afastados, pois oferecemos aos cães o suporte emocional que nenhum trabalho institucionalizado poderia oferecer, pois trabalhamos unicamente por amor, sem nenhum interesse oculto. Seria fácil se nos afastassemos do problema - protetores em dificuldades não faltam, existem cães abandonados em todas as partes da cidade e procuramos ajudar a todos que podemos, mas temos um vínculo com estes animais e temos o direito de nos preocupar com o futuro deles. Acompanhamos as histórias de todos desde o início, recuperamos muitos animais que teriam sido simplesmente descartados em uma primeira avaliação (aliás, o mascote dessa campanha deveria ser o Lucky - foi um trabalho árduo recuperá-lo de uma doença classificada como "sem tratamento" e hoje ele se apresenta com plenas chances de ser adotado. E creio que teremos boas notícias em breve para ele).

Vídeos do Lucky, na ordem:
05/11/2008 - http://www.youtube.com/watch?v=a4DsTBm3zPA&feature=related
11/04/2009 - http://www.youtube.com/watch?v=QbJ2cjdbtMU&feature=related
31/05/2009 - http://www.youtube.com/watch?v=e5XTxBTKQgM&feature=related

Gostaríamos também de deixar claro que quando nos referimos à FMVZ, estamos falando da administração. De decisões administrativas e não veterinárias. Quanto aos alunos, só temos a agradecer, pois muitos fazem parte de nosso corpo de voluntários e só acrescentam ao nosso trabalho. Esperamos que todos mantenham o espírito que os motivou a cursar essa faculdade, que tenham foco nos animais, sempre, que sejam idealistas e loucos pelos bichos, assim como nós. Muitos de nós gostariam de estar em seus lugares e não puderam, então vocês representam um pouco de nós no mundo.

Por fim, gostaríamos de agradecer por toda ajuda e apoio recebidos de nossos voluntários e amigos. Sem vocês sequer teríamos começado com tudo isso. O Projeto todo depende de vocês e pudemos perceber e nos comover com a dedicação. Sabemos que contamos com amigos de verdade nesse meio, pessoas que lutam pela mesma causa e que não querem nada em troca, exceto o bem estar dos animais. Vocês são muito especiais e estão fazendo a diferença no mundo.

Agradecemos também a cobertura dos meios de comunicação. A lista de notícias e sites que divulgaram o assunto está em nosso blog.

Agradecimento especial às ONGs e grupos de ajuda aos animais que se empenharam em colaborar conosco. Contem conosco sempre que precisarem!

E, claro, voluntários HERÓIS que estiveram conosco e encararam um frio de rachar no começo da noite de ontem, dispostos a ficar até segunda-feira à tarde esperando por uma reunião... lembrem-se de ficar atentos e mobilizados, pois ainda não temos garantias. Foi apenas o primeiro passo, falta todo o resto da caminhada.

Manteremos a todos informados conforme aparecerem novidades. As fotos da manifestação estão em nossa página no orkut e os vídeos em nosso canal no youtube.

Equipe Patinhas Online
http://www.patinhasonline.com.br

RSS

A REDE DOS PROTETORES.

Image and video hosting by TinyPic

Campanha pela erradicação da Cinomose

 



 

Programa da Proteção Animal com o Veterinário Wilson Grassi, todas às terças-feiras, às 15h, ao vivo na Radio Mundial (95,7 FM ou 660 AM).

 

Animais para Adoção

Gatos lindos e mansinhos para adoção





Todos castrados e vacinados
Contato: casadodavi@gmail.com

Sara

Sara tem 2 meses e meio e já esta castrada.
Uma excelente gatinha para companhia. Gosta de ficar no colo e receber carinhos, ronronenta.
contato: anjorenatabuono@gmail.com  tel: 11 991984598

Rubi

Rubi é uma escaminha de 3 a 4 cores linda, ama brincar e ser acariciada. Muito delicada e meiga.
anjorenatabuono@gmail.com   11 991984598

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

© 2014   Criado por Trika Lopes.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço